top of page
Buscar

Paranaenses conquistam feito inédito na Copa do Mundo de Tashkent

A Ginástica Rítmica do Brasil continua fazendo bonito na Copa do Mundo. No último sábado (15), na etapa de Tashkent, Bárbara Domingos novamente apresentou excelente desempenho na fita, o mesmo aparelho em que obtive o bronze na etapa de Sófia e o ouro no Grand Prix de Thiais, na França. Com a nota 29.750, classificou-se em quarto lugar para a final do aparelho.


Na véspera, Maria Eduarda Alexandre ficou em oitavo lugar no arco. Com isso, pela primeira vez na história, o Brasil teve duas representantes em finais de uma Copa do Mundo e as duas paranaenses: Babi é de Curitiba (Clube Agir) e Maria Eduarda de Toledo (Associação Toledana).


Mas esse não é o único resultado histórico da GR brasileira no Uzbequistão. Babi se classificou em oitavo lugar no individual geral, ao somar 117.700 pontos nos quatro aparelhos. Trata-se da melhor posição do Brasil numa Copa. A melhor colocação anterior era a décima, registrada em Sófia, pela própria Babi. Nos outros aparelhos, suas notas foram 29.600 (arco), 28.900 (bola) e 29.450 (maças).




13 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page