top of page
Buscar

Atletas paranaenses conquistam 19 ouros no Campeonato Sul-Americano de GR

Quatro conjuntos foram campeões absolutos

O Brasil encerrou a participação no Campeonato Sul-Americano Age Group de Ginástica Rítmica mostrando sua hegemonia, realizado em Assunção, no Paraguai, no começo do mês. Dentre as 49 ginastas convocadas para o campeonato, 26 são de clubes paranaenses, que voltaram para casa com 19 medalhas de ouro. Todas são bolsistas do programa Geração Olímpica e Paralímpica, do Governo do Paraná.


Quatro conjuntos do Paraná foram campeões absolutos, ou seja, conquistaram todas as medalhas de ouro disponíveis: ADR Unopar Super Muffato (Londrina) com os conjuntos AC2 e Juvenil, Clube Agir (Curitiba) com o conjunto AC3, e AGITO (Toledo) com o conjunto AC4.


No individual, a ginasta do Clube Agir, Anna Júlia Carvalho, foi campeã por equipe e nos aparelhos mãos livres, bola e maças, além de vice-campeã no individual geral.


O Clube Tuiuti, de Cascavel, levou para a competição o trio com as ginastas Andressa Martins, Rayanne Antunes e Evellyn Spanhol e a treinadora Mayara Machado. Elas foram campeãs por equipe AC3 (Duo+ Trio) e campeãs no Trio AC3.


A Presidente da Federação Paranaense de Ginástica e membro da Federação Internacional comemora os resultados. “A importância deste Sul-Americano é enorme. Não se chega a ser potência mundial sem um grande trabalho de base. Essa experiência, ainda mais com as ótimas conquistas, contribui para o desenvolvimento da Ginástica dentro do Brasil”, afirmou.


Aperfeiçoamento - Para concluir o calendário de 2023, 27 ginastas e 19 treinadores foram convocadas pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) para participar do Estágio de Treinamento de Ginástica Rítmica, no Centro de Treinamento da modalidade, em Aracaju, em Sergipe. A ação terminou nesta quarta-feira (13) e contou com a participação de oito paranaenses.


O objetivo é começar já a preparação para o calendário de 2025, em que estão previstas duas competições muito importantes para a modalidade: a segunda edição dos Jogos Pan-Americanos Juvenis, que terão lugar em Assunção, e a terceira edição do Campeonato Mundial Juvenil.


Os estágios da CBG contemplam diversas atividades, como palestras de membros da comissão interdisciplinar de Ginástica Rítmica e trabalhos de técnica e expressão corporal. Como forma de incentivo, Maria Eduarda Alexandre, ginasta de Toledo e atualmente um dos grandes nomes da Ginástica Rítmica do Brasil, esteve em Aracaju. “A presença da Maria serve como incentivo para essas jovens atletas. Ela participou do primeiro estágio de GR que realizamos, em 2019, e, obviamente, é referência e exemplo para as futuras gerações”, acrescentou Marcia.



Confira as ginastas campeãs no Sul-Americano:


AC2 (9 e 10 anos)

ADR Unopar Super Muffato - Londrina

Ginastas: Beatriz Sofia Treviso, Larissa Moraes, Lívia Martinelli Silva, Luiza Murata Vieira Echs, Sophie Garcia Vitorelli e Thalia Victoria Natalino

Treinadora: Débora Falda

Assistente: Haniely Leão


AC3 (11 e 12 anos)

Clube Agir - Curitiba

Ginastas: Anna Júlia R. Carvalho, Gabriela Navarro, Isabella Asturian, Letícia Machado, Luara Prestes, Maria Olívia Pamplona

Treinadora: Mayara Ehlke


Clube Tuiuti - Cascavel

Ginastas: Andressa Martins, Rayanne Antunes e Evellyn Spanhol

Treinadora: Mayara Machado


AC4 (13 e 14 anos)

AGITO - Toledo

Ginastas: Julia Okano Doy, Maísa Angelina de Melo, Maria Eduarda Ferrari de Oliveira, Maria Fernanda Cabral Nicoluzzi e Vitória Letícia Malacarne Pereira

Treinadora: Débora Souza


JUVENIL (13 a 16 anos)

ADR Unopar Super Muffato - Londrina

Ginastas: Gabriela Rigon Santos, Giovana Marendaz Parra, Luiza Miranda Ocampos, Maria Clara Azevedo Semcovici, Nicole Vasques Lopes Galdino e Yumi Rodrigues Moriyama

Treinadora: Débora Falda

Assistente: Haniely Leão









54 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page